Preenchimentos Faciais

Trata-se de um grande benefício trazido pela  Bio-engenharia molecular que objetiva preencher depressões leves, , dentre outros locais, na face humana. Existem diversas formulações no mercado baseadas sobretudo no Ácido Hialurônico, produto este reconhecidamente tolerável pelo nosso corpo. Paralelamente existe o PMMA, Ácido Polimetilmetacrilato, aceito na comunidade científica apenas para pequenas quantidades e para aplicações mais profundas, justa-ósseas. Este último, todavia  menos oneroso, não  está indicado para avolumar deformidades próximo à superfície cutânea, como temos visto rotineiramente, trazendo  grandes prejuízos ao paciente.  Estes tratamentos levam o nome de Bioplastia, que têm trazido resultados tão bons quanto tão ruins se aplicados de forma inadvertida e por profissionais não devidamente qualificados, gerando faces verdadeiramente CIRCENSES,  vistas hoje de maneira tão comum. Deve o leigo entender que estes  produtos foram criados como métodos COMPLEMENTARES  a um prévio tratamento cirúrgico, na sua maioria das vezes;  portanto que não servem para substituir um tratamento cirúrgico.